Publicações

Fique por dentro das novidades.

Instituto de Previdência do Município apresenta crescimento de 3,79% acima da meta atuarial

Publicado em Institucionais há 4 meses, 4 dias

O Instituto de Previdência do Município de João Pessoa (IPM-JP) fechou o ano de 2023 com rendimento do Fundo Previdenciário acima da meta atuarial prevista, atingindo um superávit de 3,79%. Segundo a superintendente do órgão, Caroline Agra, o percentual esperado era de 9,97% e o resultado alcançado foi 13,76%, finalizando o ano com um patrimônio líquido de R$ 582.354.987,14, garantindo segurança aos beneficiários e equilíbrio financeiro.

A rentabilidade conquistada durante o exercício de 2023 nas aplicações refletiu um desempenho positivo e satisfatório aos beneficiários do instituto. “Em 2023, o IPM-JP não apenas cumpriu a meta atuarial projetada para todo o ano, como superou com uma diferença de 3,79% no acumulado do exercício, demonstrando o compromisso do instituto com seus beneficiários através de resultados sólidos”, afirmou Caroline Agra.  

O Instituto de Previdência do Município atende, atualmente, cerca de 7.700 aposentados e pensionistas. Entre as ferramentas de atendimento que disponibiliza para esse público para orientar e tirar dúvidas sobre o processo de aposentadoria e pensão, estão: WhastApp (83 3222-1005); um canal gratuito de educação financeira e previdenciária, com videoaulas voltadas para os servidores da Prefeitura e demais interessados no tema, através deste link; e a Cartilha de Benefícios do Aposentado, com base nas novas regras da Reforma da Previdência.  

Os usuários ainda contam com o Clube de Vantagens, que oferta descontos e promoções em ampla rede de conveniados da Capital, com descontos de até 50% em farmácias, clínicas médicas, planos de saúde odontológicos, óticas, lavanderias, escolas de idiomas, restaurantes, pet shops, entre outros.

A lista completa pode ser conferida aqui

Os novos números do Instituto de Previdência do Município são (83) 3213-4646, 3213-4647 e 3222-1005 para contatos via WhatsApp.

Fonte: Secom - PMJP

1 de 5